8 março
como melhorar a autoestima

Turbinando a Autoestima com uma Ferramenta Prática de Reflexão Emocional Matinal

Autoestima feminina é um tema extremamente abordado no meu consultório como demanda principal. Muito mais do que a masculina. Você já parou para pensar porque as mulheres tendem a sofrer mais de baixa autoestima?

Há quem diga que isso ocorre porque somos naturalmente mais emocionais, mais vaidosas, mais preocupadas com o outro etc.

E eu venho te apresentar outro ponto de vista hoje, no dia internacional na mulher.

Acontece que não há nada no DNA feminino que explique o que foi socialmente aceito, como por exemplo:

– Que somos mais habilidosas com o lar;

– Que somos mais sensíveis;

– Que damos conta de tudo;

– Que aguentamos mais dores;

Enfim, se você é mulher pode colocar um monte de coisas nessa lista.

Resumindo muito, a maioria das questões que nós mesmas e a sociedade abraçamos como “natural”, são na verdade meras construções sociais. Meras eu fui sutil, são construções tão sólidas quanto as pedras do Penedo de Vitória (conheça o ES).

Estamos em uma constante busca por quebrar as questões que nos invalidam, prejudicam e nos colocam em posição não favorável. Mas o fato é que sim, tudo isso torna nossa autoestima extremamente mais frágil, mais propensa a desordens.

Se você possui problemas nessa área a ponto de te incapacitar, te bloquear, te prejudicar de alguma forma, sugiro que faça terapia com psicólogo. É o mais assertivo e personalizado.

Ferramenta prática

Porém hoje, trago uma parte de uma ferramenta que eu criei para utilizar com meus pacientes do consultório. Compilei o que achei mais recorrente, tornando uma ferramenta curta e simples.

Você pode utilizar no seu dia a dia, mesmo que já esteja em processo terapêutico. É um paliativo que vai acrescentar doses de auto estima diariamente de forma gradual, natural e leve.

Como utilizar:

Todos os dias pela manhã, antes de qualquer atividade, preencha a ferramenta. Você pode fazer um caderno, imprimir vários ou até adaptar as questões no bloco de notas do celular. O que fizer mais sentido e que te motive a ter constância.

A ferramenta tem duas partes

Parte 1

1 – A primeira pergunta é sobre gratidão. Procure se sentir grata todos os dias por algo diferente, isso vai alimentar seu otimismo. Vários estudos apontam a gratidão como uma mola propulsora para boas emoções. E boas emoções ajudam muito nossa autoestima.

2- A segunda é sobre pensar/ trabalhar alguma habilidade ao longo do dia, por exemplo, pode ser o modo que você enxerga seu trabalho, pode ser a forma que você conversa, a forma de se organizar, enfim, aquilo que seria bom estar melhor em você. Você pode repetir todos os dias a mesma área ou alternar entre 2 ou 3, não mais que isso. Resolvendo uma, você acrescenta outra.

3 – A pergunta 3 é sobre uma questão que perdemos com o tempo, ou nem nunca fizemos. Nos agradar. Parece egoísmo, mas não é. Isso é bem mais naturalizado entre os homens (não que todos sejam assim). Pense: a maioria de nós está sempre atenta ao que a casa necessita, ao que um filho necessita, nosso trabalho etc. Muitos detalhes, organizações e o dia passa e esquecemos de nós. Nesta resposta cabe pequenos prazeres: jogar no celular, ler algo leve e fútil, esticar os pés, assistir uma série, agendar uma massagem etc. O tempo somos nós quem fazemos e isso é tão importante quanto outros afazeres. Todos os dias.

4 – Na 4, a frase do dia é para te levantar, resumir seu dia e te dar apoio. Se for um dia mais pesado, coloque uma frase de bravura, se for um dia triste uma de resiliência, um dia de passeio escreva algo para te despreocupar e te deixar descansar etc.

5 – E por fim, uma música para te impulsionar no dia! Vira e mexe eu sugiro músicas no meu Instagram (@marcellepaganini), mas sei que você conhece um monte! Escreva o nome dela e coloque para tocar pelo menos duas vezes no seu dia.

Parte 2

A segunda parte da ferramenta vem para tirar da sua mente o que fica se embolando o dia inteiro e passar para o papel. Sai de um estado para outro, sai do imaterial para o material. Aqui você vai ordenar o seu dia: número 1 a primeira atividade, 2 a segunda e assim por diante. Anote alguma questão atípica que precise lembrar nas linhas abaixo.

Sobre a higiene do sono, vou postar outra ferramenta ainda neste mês. Ela é sempre a última do dia. Eu coloquei para fixar e te lembrar. Fica ligada aqui no site.

Ao final da primeira semana, você vai se auto avaliar em relação a ferramenta. O que mudou? Como se sente? Depois você fará avaliação de novo em um mês. Escreva sobre, ajuda na percepção. As mudanças serão geralmente pequenas, leves, porém eficazes. A longo prazo te ajudará a olhar para trás e notar melhor as suas superações.

A ideia da ferramenta é te chamar atenção para a forma que você se trata, se compreende e se enxerga. Tenho certeza que vai abrir a sua mente e seus olhos para muitas coisas e espero que realmente te ajude assim com ajuda os meus pacientes.

E claro, é um plus no seu dia a dia. Se perceber que é muito difícil lidar com tudo isso sozinha, considere fazer terapia, ok? Só não deixe de se conhece e de se aprimorar.

 

Um abraço e feliz mês da mulher para todas nós!

Tags:, , ,

Comentários

comentários

Receba dicas e atualizações no seu e-mail: