3 outubro

3 Dicas básicas que vão te ajudar a ser um mulherão!

Existem mulheres que nitidamente arrancam suspiros e olhares admirados ou invejosos (das inimigavidalonga). O que essas mulheres têm?

Em alguns papos informais com minhas amigas, tias, primas, etc. (mulherada em geral), percebo que mulherão para nós é ter barriga chapada, bunda empinada sem celulite, seios durinhos apontando para o horizonte, dentre outros atributos, todos externos.

Quem me conhece sabe que tenho paixão pela Ivete Sangalo e ela é um belo exemplo de um mulherão. Não é atoa que apresenta o programa “super bonita” do canal GNT na edição de 2015.

Ivete não sai por aí de croped mostrando barriga tanquinho, nem um popozão de lua cheia em um fio dental, nem seios fartos em decotes generosos. Mas mesmo assim é referência de mulherão para muitas brasileiras. Ela sabe que é e pronto!

Cá pra nós, você ser “humana” normal que bebe sua cerveja nos finais de semana, que não resiste a um podrão depois da balada, que não resiste ao chocolate na tpm, sabe que corpão não é coisa fácil de adquirir e nem é possível a todas as mortais. A tal da genética é fogo! E você gata da maromba, que tem esse corpão invejável sabe que ele sozinho não te torna um mulherão.

Ao contrário do que construímos a vida inteira, ser um mulherão é muito diferente de ter o corpo escultural e a cara abarrotada de maquiagem no sol escaldante de meio dia, muito menos viver de salto alto pelos pedregulhos das cidades brasileiras. Claro que atributos externos têm o seu valor, e o mulherão pode e deve se cuidar.

Mas ser um mulherão é um estado interno que reflete no externo!

Nós mulheres somos tão exigentes com nós mesmas que só enxergamos nossos defeitos e tudo de bom que temos passa batido. E isso reflete no nosso exterior. A cabeça fica baixa, perdemos a vontade de se arrumar, nosso olhar fica insatisfeito, nossos papos e opiniões ficam monótonos. Mas por quê? Culpa da celulite? Claro que não! Quem é mulherão sabe que é e todo mundo percebe.

E pra você mulher que ainda não despertou sua Ivete interior, se liga nessas dicas espertas!

O processo de se sentir um mulherão é só questão de saber acordá-la (ou tirá-la do coma em alguns casos). É um processo de dia a dia, de hábito. E claro que para cada mulher funciona de um jeito.

Vou te dar algumas dicas que podem te ajudar e te desafio a começar hoje mesmo!

Dica 1: Liste o que você tem de melhor

Mãos à obra: papel caneta e ambiente tranquilo. Anote no papel (papel bonito gente) tudo que tem de bom em você. No início pode ser mais difícil, mas depois que começar vai se surpreender com tanta coisa boa tem em você.

O processo de escrever é importante para tirar de dentro da sua mente e colocar para o plano do palpável. Guarde o papel e sempre que lembrar de algo vá adicionando. Daí você já terá noção de como você é cheia de qualidades. Preste atenção aos elogios também, eles revelam qualidades que nem sabia que tinha. Use e abuse da leitura dessa lista, se for possível, leia todos os dias.

Dica 2: Liste o que precisa ser melhorado

Tá certo, você é cheia de qualidades, mas tem coisas em você que te tiram da pose. Vamos fazer uma transformação nelas. O mesmo processo anterior, faça sua listinha do que quer melhorar.

Partindo para a ação, escolha na lista primeiro o que acha mais fácil e pense em como pode melhorar isso em você.

Exemplo: Na sua lista de melhorias tinha como mais fácil: Ter meus horários mais organizados. Como posso melhorar isso? Você pode fazer várias coisas dependendo do seu contexto: comprar uma agenda e usá-la, mexer menos no celular, limitar redes sociais quando estiver trabalhando, fazer só o que é importante, ler sobre o assunto na internet, acordar mais cedo, comprar um relógio, se matricular num curso de organização, procurar ajuda profissional (um psicólogo, um coaching). Tudo vai depender da sua realidade e em que contexto sua questão aparece.

Se dê um prazo de acordo com sua realidade (disciplina é tudo no alcance de metas) e vá trabalhando. Faça tudo dentro do seu ritmo, não adianta ter pressa, todo dia um pouquinho para não virar uma um martírio. Assim que conseguir pegue seu papel de melhorias e dê um belo e vistoso rabisco em cima do que precisava melhorar e acrescente uma nova qualidade no papel das qualidades. É importante começar pelo mais fácil que vai te dar entusiamo para alcançar objetivos cadas vez mais altos.

Dica 3: Confie em você mesma

Um mulherão sabe o que quer e está sempre confiante de si mesma. Mas claro, ela não acerta sempre, porém quando se tem autoconfiança até um erro vira aprendizado. Confie em suas qualidades e confie em seu processo de melhoria passo a passo.

A pessoa que busca a melhoria está sempre de cabeça erguida, consciente que está dando o seu melhor. Não se force a ser igual a fulana ou beltrana, porque isso é ilusão. Você é um ser único e o que a vida tem para você foi feito só para você, ou seja, não cabe em mais ninguém. Portanto não existe receita de bolo, por isso é muito importante se conhecer, se amar e se respeitar acima de tudo (falei sobre o autorrespeito no texto anterior).

Com essas dicas seguidas direitinho é bem possível que já consiga andar por aí bailando na cara da sociedade como um mulherão feliz da vida.

Um processo mais aprimorado você consegue contando também com ajuda profissional e um psicólogo pode te ajudar muito nesse processo. Ao contrário do que é falado por aí, psicólogo não é exclusivo para tratar pessoas com transtornos mentais (só para “doido”, como dizem).

Sabem de nada, inocentes! Pelo contrário, cada psicólogo tem uma área em que atua como um foco de mercado. A minha área (e minha paixão), por exemplo, é ajudar mulheres a viverem mais felizes com sua sexualidade e consigo mesmas. Portanto, depois de aplicar as dicas, caso sinta que precisa de um empurrãozinho a mais para acordar seu mulherão interior, não se acanhe e procure um psicólogo sem culpa e sem medo de ser feliz!

Também estou a disposição para te ajudar!

Um abraço.

Tags:, , , ,

Comentários

comentários

Receba dicas e atualizações no seu e-mail: