9 maio

Orgasmo somente com penetração é possível – Dicas práticas!

Olá! Este artigo já estava quase pronto quando me deparei com uma dúvida sobre o assunto de uma palita (uma integrante do grupo da Gina Indelicada no Facebook, que eu AMO #VNG) e percebi que o orgasmo vaginal ainda é tabu na vida de muita gente. Portanto resolvi adaptar o artigo.

Um fato é que cerca de 60% das mulheres do mundo (algumas pesquisas falam para mais e outros um pouco pra menos e por fim tirei essa média) não sabem o que é um orgasmo vaginal. Cuma?!


Orgasmo vaginal nada mais é do que gozar sem a estimulação do clítoris, apenas com penetração. Não se trata do orgasmo da vagina, pois orgasmo é orgasmo, ok? Neste caso falamos de um orgasmo com estimulação da vagina unicamente. Inclusive existem mulheres que tem orgasmo já nas preliminares, o que nos leva a concluir que orgasmo é mais cérebro do que corpo.

Portanto não se sinta um ET só porque não chegou lá ainda. E no que depender da tia aqui, todas irão conseguir (#VNG).

Anorgasmia

Cabe aqui uma consideração sobre anorgasmia. Esse palavrão abrange pessoas que não conseguem ter orgasmo nenhum, de nenhum tipo. Nestes casos é preciso um olhar mais clínico e profissional para ajustar as causas e o tratamento. Mas se você quando se toca ou recebe sexo oral consegue gozar, você não sofre de anorgasmia. Caso contrário, vamos conversar e procurar um médico também, terapia e tratamento medicamentoso podem resolver.

O orgasmo vaginal

Não que seja imprescindível na vida de uma mulher ter esse tipo de orgasmo, pois o clitoriano já é muito bom. Porém o bendito orgasmo vaginal pode nos levar a ter sensações muito diferentes e digamos, encantadoras. Os famosos orgasmos múltiplos, orgasmos longos ou até aqueles em sequência quase em projeção geométrica são alguns dos benefícios que as felizardas gozantes conseguem.

Costumo dizer (e muito) que homem é forno micro-ondas e mulher fogão a lenha. Isso mesmo, nosso orgasmo é mais complexo para ser alcançado mas pega fogo por mais tempo. Por conta dessa diferença entre homens e mulheres, muitas entram na vida sexual tentando acompanhar os parceiros afobados do micro-ondas (olha a sociedade machista) e acabam se estabacando. O que acontece? Não dá tempo para a moça experimentar, se conhecer. O pior é que na maioria das vezes não é ensinada ou estimulada a ter esse autoconhecimento.

Portanto palitas, descartada a possibilidade de um problema clínico como a anorgasmia, patologias no aparelho reprodutor ou problemas emocionais com indicação terapêutica, essas dicas podem te ajudar e muito a chegarem lá. Digo ajudar porque não existe receita de bolo quando o assunto é ser humano, principalmente mulher. O que serve para você pode não servir para sua amiga e vice versa, aqui são dicas gerais. Consultar um especialista é sempre melhor pois ele pode te dar a orientação correta para o seu caso.

Razões pelas quais você pode não estar chegando lá:

1 – Falta de autoconhecimento.

Esse problema é campeão! A moça não se toca, não sabe o que gosta, não sabe o que a deixa mais excitada, não sabe o que a relaxa, só sabe que tem que dar e pronto. E ainda por cima achar ótimo. Palhaçada, não é? Os meninos tocam o pipi, jogam pra cima, mostram, dão carinho no banho, expõem na bermuda e nós nada!

O que fazer?

Comece se conhecendo. Se sua religião ou algum bloqueio não permite você se masturbar, ok! Procure ao menos olhar para sua amiga no espelho, ver como ela é bonita, olhar onde fica o quê, passe o dedo para saber onde começa e termina e o que mais você quiser fazer. Parar de ter medo, nojo, vergonha da xavasca guerreira é um bom começo. Há quem provoque uma guerra por conta de uma ppk e você aí cheia de nhenhenhe com a sua! Valorize o tesouro (tesudo) que tem no meio das suas pernas mulher!

2 – Musculatura adormecida.

Praticamente a bela adormecida mesmo. A vagina é envolvida por tecido muscular, que aprendemos a deixar mais quieto que mosteiro zen budista. Então você malha perna (nem que seja andando), braço (nem que seja levantamento de garfo) etc e o músculo da guerreira nada. Sabe aquela força para prender o xixi? Já ajuda a sentir o músculo dela.

O que fazer?

Pompoarismo bebê! Treinar a amiguinha para ficar não só forte, mas controlada. Você controla a hora de gozar, a hora de entrar e a hora de sair. Estou dando uma explicação muito pequena em relação aos benefícios que a ginástica íntima pode fazer. E é como academia, tem os exercícios mais simples e os mais complexos. Tem até aparelhinhos igual academia mesmo. A mulher que tem controle sobre os movimentos da sua vagina, que tem uma cavidade forte, além de chegar no orgasmo com uma facilidade incrível, previne doenças e fortalece o colo do útero também. A mulher que pratica pompoarismo, fica mais atraente, libera feromônios e fica incrivelmente poderosa, dona de si. São incontáveis benefícios. Já tem um artigo só sobre isso saindo do forno. (Jabá: eu dou curso de pompoarismo online e presencial).

3 – Focada demais no destino esquece o caminho.

Outra razão para não chegar lá é o anseio excessivo no orgasmo. A pessoa fica naquela: “ai será que vai, ai modeuzu ele tá quase e eu nada”, e acaba não curtindo o caminho que leva até o clímax. Aqui, todo o processo é uma construção até o orgasmo dos sonhos. Como eu disse lá em cima, fogão a lenha gata!

O que fazer:

Investir em preliminares. Beija muito, apalpa muito, lambe lá e cá, brinca! Para o ogão a lenha funcionar bem é necessário secar a lenha, amontoar direitinho, assoprar etc etc. Não é só chegar dando e pronto. Claro que ao longo do tempo você vai conseguir gozar mais rápido, mas convenhamos que sexo tem que ter qualidade não é mesmo? Uma massagem e uma luz de velas de vez em quando não faz mal a ninguém.

4 – Falta de sintonia.

Você pode ser campeã do kung fu vagina, se conhecer mais do que tudo e fazer o maior sexo tântrico da vida, se não estiver sintonizada na mesma d@ parceir@ o orgasmo vaginal dificilmente vem. A sintonia, não digo somente amor, vocês precisam estar na mesma vontade, seja de só um sexo casual ou um casamento. Se a pessoa que você escolheu te dá um tesãozinho xexelento, ou você nem sequer admira a pessoa, gata, melhor assistir Netflix!

O que fazer? Bom, sintonia pode surgir em conversas ou até mesmo aquela química que rola a primeira vista. Acho que o melhor a se fazer neste caso é não se forçar a nada, caso não tenha aquela vontade irresistível de transar com a pessoa, cai fora. Mas se não deu para sair da roubada, o melhor que pode fazer para não perder o dia é dar o mapa da mina pra pessoa, indicando onde e como você quer que ela explore durante o sexo.

6 – Posição sexual.

Bom, algumas pesquisas apontam um local mais sensível dentro da vagina, o chamado ponto G. Ele está próximo ao osso púbico. Você consegue encontrar uma área mais esponjosa colocando o dedo na vagina, em formato de “anzol”. Posições que estimulam essa área ajudam bastante a chegar lá.

O que fazer?

Na posição papai e mamãe, utilize um travesseiro para elevar seu quadril. Ou quando estiver por cima, mova-se a fim de encontrar o melhor local para o pênis tocar. Quando encontrar, manda brasa. Não esqueça de estimular todas suas zonas erógenas, como mamilos, boca, pele, etc etc.

Como eu disse no início, uma mulher é um turbilhão de fatores e por mais que essas dicas sejam valiosas, cada uma vai encontrar sua maneira.

Se eu pudesse eleger a mais eficaz, sem dúvida seria a do pompoarismo. A ginástica íntima tem inúmeros benefícios além do orgasmo. Você vai dar mais prazer para o parceiro, vai estar mais fortalecida por dentro e mais empoderada.

Mas a dica mais valiosa vou dar agora: respeite-se! Respeite seu corpo, seus limites.
Não faça sexo chinfrin e nem só por fazer. Siga seus valores pessoais e jamais abra mão de nada por pessoa alguma, pois isso seria se desrespeitar!

Enfim palitas, muitas razões podem nos afastar do tão sonhado orgasmo, e para isso existem nós, psicólogos, sexólogos, médicos etc para auxiliar. Não se acanhe em procurar ajuda caso sinta que algo não vai bem. Não é feio procurar ajuda, feio é ficar vivendo sem ser feliz, sabendo que poderia ser melhor.

Espero que o textão tenha agradado vocês e me coloco a disposição para qualquer dúvida e esclarecimento.

Tags:, , ,

Comentários

comentários

Receba dicas e atualizações no seu e-mail: